Procuradoria da Mulher no Município de Aurora adere à Campanha Sinal Vermelho

O período de isolamento social ocasionado pelo novo coronavírus (Covid-19) trouxe muita incerteza e medo à população, já que houve uma explosão de mortes pela doença no Brasil e no mundo. Para as mulheres, a situação se torna ainda mais preocupante. Além do medo e do abalo psicológico pelo qual muita gente vem passando, muitas delas ainda convivem com outra triste realidade: a violência doméstica.

Preocupada com a situação, a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) e o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), com apoio de entidades da sociedade civil, uniram forças para lançar a campanha “Sinal Vermelho" contra a violência doméstica. O objetivo é incentivar denúncias por meio de um símbolo: ao desenhar um "X" na mão e exibi-lo a um atendente da farmácia, a vítima poderá receber ajuda e acionar as autoridades. Após a denúncia, os profissionais das farmácias seguem um protocolo para acolher a vítima e comunicar a denúncia à polícia.

Em Aurora, a Procuradoria da Mulher, através da procuradora, Dra. Moésia Vângela, sempre atuante e envolvida com as políticas públicas, aderiu à Campanha Sinal Vermelho. Em publicação no Instagram, Dra. Moésia explicou o motivo da criação da campanha.

“Todo mundo sabe que por conta do isolamento social, houve aumento do número de casos de violência doméstica. Muitas perderam o emprego, vivem pressão do esposo e acabam sofrendo algum tipo de violência, não só física como também psicologica”.

A Dra. Moésia Vângela observou ainda que muitas mulheres estão vivendo relacionamento abusivo e a grande maioria nem ao menos tem consciência da situação pela qual está passando.

“A maioria acredita que faz parte do sentimento, faz parte do amor, e o parceiro vai mudar. Até que vai chegar um momento em que elas mesmas irão se libertar, mudar e decidir que não querem mais viver esta situação”, disse.

Para finalizar, Dra. Moésia Vângela reforçou que está à disposição das mulheres que estejam sendo vítimas de violência doméstica. Ela informa que está na Câmara Municipal de Aurora de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h. “Não tenham medo. denunciem. Vocês são mais fortes do que tudo isso”, finalizou.

Procuradoria da Mulher:

Criada por iniciativa do Presidente da Câmara Municipal de Aurora, Wellington Rodrigues de Lima (Budu), através do Projeto de Resolução 06/2019, a Procuradoria da Mulher tem o intuito de zelar pela participação mais efetiva das mulheres da Terra do Menino Deus, dentro e fora da Câmara Municipal, representando o interesse das mulheres por meio dos seus direitos junto ao processo democrático e de representação política em meio à sociedade.

0/Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem