Fim de semana com registro de 13 mortes na região do cariri

O fim de semana foi sangrento na região do cariri com o registro de 13 óbitos entre achado de cadáver, homicídios e acidentes de trânsito. Balanço, porém, ainda e parcial.

Na madrugada da sexta-feira, o ajudante de pedreiro Gleison Gomes Lustosa, de 28 anos, morreu no Hospital Regional do Cariri após ser alvejado a tiros na Rua Leia Boaventura, bairro Triângulo, em juazeiro do Norte.

Horas depois, na Rua Sagrada Família, Centro do Crato, Francisco Silva Veras, 57 anos, foi baleado e socorrido para o Hospital Sao Camilo, naquele municipio, onde faleceu.

Ainda na sexta-feira, Cicero Jocimar Beserra Nunes, morreu após ser baleado em um tiroteio na Vila Cai Sola, zona rural de Lavras da Mangabeira. Ele não possuía antecedentes criminais. 

No sábado pela manhã, em Barro, José Alves Sobrinho, 57 anos, foi encontrado morto no interior de sua residência no Distrito de Cuncas.

Por volta das 14h30, Fernando Andrelino da Silva, 31 anos, faleceu vítima de queda de motocicleta na CE-060, zona rural de Barbalha. Segundo o pai da vitima, antes do sinistro o mesmo havia ingerido bebidas alcoólicas.

Meia hora depois, na CE-386, Distrito de Dom Quintino, José Helder de Lima, 39 anos, foi a óbito após sobrar numa curva quando trafevaga em sua motocicleta pela rodovia estadual.

Já por volta das 16 horas, em Penaforte, na BR-116, próximo ao Posto Fiscal, Renato Raimundo da Silva, 32 anos, morreu depois de perder o controle de sua motocicleta naquela rodovia federal. 

Em Jardim, por volta das 22h00, Gabriel Alves Cruz, de 18 anos, foi assassinado com um golpe de faca no torax quando estava numa bebedeira com amigos no Sítio Ferrolho D`agua.  

Uma hora depois, Aderson Tavares de Sousa, de 47 anos, foi a óbito depois de sofrer uma lesão a faca na região abdominal no Sítio Corrente, Distrito de Corrente, em Crato.

Na madrugada do domingo, Cicero de Oliveira Neves, 34 anos, que morava em Caririacu, foi morto a tiros na Avenida Carlos Cruz, área denominada de Faixa de Gaza, em Juazeiro do Norte. Populares relataram a polícia que a vítima era usuária de drogas. 

Um homem identificado por José Cláudio Dias da Silva, 34 anos, foi morto com um tiro na cabeca no Malhada Club, localizado no Sítio Malhada, zona rural de Barbalha. Segundo informações, o crime teria sido praticado por um inspetor da Policia Civil identificado como Francisco Gleison de Melo Alencar, lotado na cidade de Horizonte. Ele foi conduzido à Delegacia de Juazeiro do Norte para a adoção das medidas cabíveis. 

Em Porteiras, João Manuel dos Santos Filho, 33 anos, morreu ao colidir sua motocicleta numa vaca na estrada do Sítio Baraúnas, naquele município.

Por fim, Laércio Pereira de Santana, de 35 anos, faleceu em um dos leitos do Hospital Regional do Cariri, em Juazeiro, também depois de colidir sua motocicleta em um animal. O local do acidente não foi informado.

0/Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem