Policiais civis da Delegacia da Mulher de Icó prendem suspeito de estupro


Uma investigação conduzida pela Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), por meio da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Icó, resultou na prisão de um homem de 71 anos por estupro. A captura do homem, realizada por força de um mandado de prisão preventiva, ocorreu nesta quarta-feira (2) na cidade de Icó.

Conforme as investigações, a vítima, uma mulher de 25 anos, sofria estupro do companheiro de sua avó, um homem de 71 anos. Os crimes teriam iniciado em 2016 e perduraram até 2017, quando a jovem engravidou. Exame de DNA realizado pela Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) comprovou a paternidade. O inquérito policial foi concluído e encaminhado ao Poder Judiciário. No último mês de novembro, saiu o mandado de prisão em desfavor do suspeito.

Na manhã de hoje, os policiais civis da especializada localizaram e prenderam o homem, que não esboçou reação. Ele foi ouvido e encaminhado para a cadeia pública de Icó, onde ficou à disposição da Justiça. Cabe ressaltar que o preso também é investigado pelo crime de sequestro e cárcere privado da vítima e sua filha, uma criança de três anos, ocorrido em outubro deste ano.

A delegada Luiza Braga, titular da DDM de Icó e responsável pelas investigações, ressalta a importância da atenção e do apoio da família em casos como esse. “É de extrema relevância que os pais ou familiares fiquem atentos a sinais que revelam mudanças de comportamentos, inclusive, aversão, aparentemente imotivada, a uma pessoa específica”.

Ela reforça ainda a importância do registro da ocorrência para o início das investigações. “É necessário salientar que as vítimas precisam denunciar, em qualquer sinal mínimo de violência sofrida. E quando se sentirem ameaçadas, desrespeitadas, procurem a Polícia Judiciária. Compareçam à delegacia mais próxima e peçam ajuda”, finalizou a delegada.

Denúncias

A população pode contribuir repassando informações que possam auxiliar os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas pelo número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou ainda pelo telefone (88) 3101-7922, da Delegacia de Defesa da Mulher de Icó. O sigilo e o anonimato são garantidos.

*A identificação do suspeito não foi publicada visando preservar a identidade da vítima.

0/Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem