Apreensão de armas de fogo cresce 33% nos últimos dois meses no Ceará


Ações das forças de segurança resultaram na apreensão de 972 armas de fogo neste ano. - Foto: Saulo Roberto

O Ceará registrou, entre janeiro e fevereiro deste ano, a apreensão de 972 armas de fogo. O número representa um aumento de 33% em relação ao mesmo período de 2020, que teve 730 armas retiradas de circulação. As informações são da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

Conforme o levantamento da Pasta, a média nos dois últimos meses é de quase 17 armas de fogo apreendidas por dia em todo o Estado. Somente no mês de janeiro, foram 522 itens do tipo, contra 402 em igual intervalo do ano passado, ou seja, um crescimento de 30%. Já comparando o apurado de fevereiro, a alta foi de 37%, passando de 328 para 450 neste ano.

O titular da SSPDS, Sandro Caron, reforça que as forças de segurança continuarão com "abordagens e maior ostensividade" para apreender armas. A estratégia, avalia, contribui para a redução de roubos e homicídios.

Últimas apreensões

A Polícia Militar prendeu em flagrante na tarde dessa quarta-feira (10) um homem que estava em posse de quatro armas de fogo. O suspeito foi detido em um imóvel na zona rural do município de Pedra Branca.

No local, os PMs encontraram duas espingardas do tipo socadeira, uma espingarda artesanal calibre 12, um revólver calibre 38 e seis munições intactas.

O homem, que já possuía passagens por estupro de vulnerável e porte ilegal de arma de fogo, foi novamente autuado por este último crime. A Polícia Civil investiga o envolvimento dele com outros crimes no mesmo município.

Durante uma outra ofensiva com apoio do videomonitoramento da SSPDS, na terça-feira (9), composições da PM conseguiram prender cinco pessoas que pretendiam agir contra um grupo criminoso rival no Centro de Fortaleza.

Com o grupo, os militares apreenderam um revólver calibre 38, uma espingarda calibre 12 e uma submetralhadora calibre .40. A identidade e o histórico criminal dos suspeitos não foram divulgados pela SSPDS.

Balanço de 2020

No ano passado, o Ceará recolheu 6.117 armas de fogos, o que representa uma média de 17 armas de fogo retiradas de circulação das ruas, por dia. O mês com maior registro do ano de 2020 foi outubro, quando foram feitas 652 apreensões. Em 2019, foram 5.479. Já em 2018, o Estado encerrou com 7.171 armas localizadas pelas polícias.

Diário do Nordeste

0/Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem