Ceará terá Isolamento Social Rígido em todos os municípios a partir de sábado (13); decreto inclui Fortaleza e segue até dia 21


Foto: Thiara Montefusco

Através de transmissão ao vivo em suas redes sociais, o governador Camilo Santana anunciou a decisão de Comitê por estabelecer decreto estadual de Isolamento Social Rígido válido para todo o Ceará, a partir de sábado (13/3) até o outro domingo, dia 21. A medida, que permite apenas o funcionamento de atividades essenciais, assim como o prazo, também vale para Fortaleza, onde já vigora o Isolamento Social Rígido desde o último dia 5. Todos os detalhes serão divulgados no Diário Oficial do Estado nesta sexta-feira (12).

“Todo o esforço necessário que o Estado tiver de fazer para garantir a vida das pessoas, nós vamos fazer. Para garantir isso, não tem outra alternativa senão frear essa contaminação do vírus, e a única forma que nós temos hoje é a de praticar o isolamento social rígido. Então, pelo decreto, a partir de sábado (13) só funcionam no Ceará a construção civil, a indústria, e o comércio de atividades essenciais, além das unidades de saúde, conforme estão autorizados aqui na Capital cearense, com validade até o próximo dia 21 de março”, explicou o governador, que ponderou também que, mesmo com alguma redução nessa primeira semana de isolamento em Fortaleza, ainda se atingiu o nível necessário para diminuir a pressão sobre o sistema de saúde.

Camilo justificou que a decisão do Comitê, de estender o Isolamento Social Rígido a todo o Estado, se deu pelo fato de mais de 130 municípios cearenses estarem em alerta alto ou altíssimo do risco de contaminação pela Covid-19. “As cidades são classificadas por risco: baixo risco, médio risco, alerta alto e alerta altíssimo. E em apenas uma semana, praticamente dobramos o número de municípios que chegaram ao alerta altíssimo, de 78 para pouco mais de 130, que é quando a situação chegou ao limite em relação à incidência de casos em cada cidade. Então, nesse instante, todo o Ceará está com municípios entre o alerta alto ou altíssimo”.

Fiquem em casa

O secretário de Saúde do Estado, dr. Cabeto, que acompanhou o governador na transmissão ao vivo, revelou que um levantamento recente da pasta, em parceria com a Universidade Federal do Ceará (UFC), aponta que, hoje, já há uma redução de 42% de internação de idosos, em período pós-vacinação desse grupo prioritário. Ele finalizou sua participação fazendo um apelo: “O isolamento social é muito duro, mas tem três finalidades: diminuir a circulação viral, e que nesse momento é a mais alta já registrada; evitar as mutações do vírus, que podem diminuir a eficiência das vacinas; não esgotar o sistema de saúde. Portanto, vamos apoiar nesse difícil momento nossas decisões, nós temos sido um exemplo ao Brasil, em planejamento e no atendimento de profissionais, por isso tomamos as decisões mais duras para salvar vidas”.

O governador encerrou a transmissão lembrando da dura realidade de que já perdemos 12 mil cearenses nesta pandemia, e que, fatalmente, todos já perdemos algum amigo, familiar, colega de trabalho ou conhecido para a Covid-19. Por isso, os cearenses precisam continuar apoiando as medidas de Isolamento Social Rígido. “Não temos medido esforços para ajudar os cearenses mais vulneráveis nesse momento de pandemia. Estamos fazendo ações sociais que ajudam aos mais vulneráveis, já tomamos medidas para ajudar os setores de eventos, bares e restaurantes, e ainda vamos fazer mais. Então, é importante a compreensão de todos, que possamos cumprir o isolamento social rígido para tentar conter a transmissão. Fique em casa, só saia no que for necessário, use a máscara para proteger você e sua família”, finalizou Camilo Santana.

Governo do Ceará

0/Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem