Camilo Santana sanciona leis que autorizam concursos com 2.870 vagas na área da segurança pública


Foto: Reprodução/Facebook

O governador do Ceará, Camilo Santana sancionou, na manhã desta segunda-feira (17), leis que autorizam a realização de novos concursos para as forças de segurança pública no Estado. Ao todo, segundo Camilo, são ofertadas 2.870 novas vagas para a Polícia Militar, Polícia Civil e Perícia Forense do Ceará (Pefoce). Além disso, a última turma do Corpo de Bombeiros, com 204 agentes, será convocada.

As vagas são para:

        Polícia Militar: 2.200 vagas (2 mil praças e 200 oficiais)

        Polícia Civil: 500 vagas

        Pefoce: 170 vagas

        Corpo de Bombeiros: 204 agentes convocados

"O objetivo desse concurso é fortalecer o trabalho da segurança pública. O Estado não tem medido esforços, não foi investimento só em equipamentos, viaturas, aeronaves, mas também nas pessoas", disse Camilo durante transmissão nas redes sociais.

"É o maior concurso da história para a Pefoce. Nós teremos um incremento de 40% do efetivo de nossa perícia", afirmou o secretário da Segurança, Sandro Caron.

O edital para Polícia Civil e para a Pefoce deverá ser lançado durante esta semana, conforme o governador. Já o da PM, será divulgado em breve, após seleção da empresa a ser responsável pelo concurso. A previsão é de que o documento seja lançado até junho.

Mudanças

A Assembleia Legislativa do Ceará aprovou nesta quinta-feira (13) mudanças que passam a permitir a realização de concursos públicos para a Polícia Militar, Bombeiros, Polícia Civil e Perícia Forense. As propostas foram enviadas pelo governador Camilo Santana (PT) para apreciação dos parlamentares.

Entre as alterações, de acordo com o Governo do Estado, está a atualização das regras relativas ao ingresso e à formação inicial de oficiais e praças da Polícia Militar. Os cursos de formação passam a ser realizados após a conclusão do concurso, quando o candidato já tem integrado a carreira militar.

A proposta também cria o quadro de Oficiais Complementares Policial Militar, em substituição aos atuais quadros de Oficiais da Saúde e de Oficiais Capelães, voltado para médicos, dentistas, teólogos, farmacêuticos, engenheiros e veterinários.

Polícia Civil e Pefoce

Os cargos de perito criminal, perito criminal adjunto, perito logista, médico perito-legista e auxiliar de perícia que estejam vagos e situados entre a 2ª classe e a classe especial serão remanejados para a Classe A, Nível I, do subgrupo Atividade de Perícia Forense, para fins de disponibilização em concursos públicos, como prevê a legislação.

Os cargos de escrivão e inspetor de Polícia Civil que estejam vagos entre a 2ª Classe e a Classe Especial, da anterior estrutura de carreira dos cargos, serão remanejados para a Classe D, Nível I, do Subgrupo Investigação Policial e Preparação Processual. Assim, os cargos ficam disponíveis para a realização de concurso.

G1 CE

0/Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem