-->
Mais cinco militares punidos por envolvimento no motim de 2020

Mais cinco militares punidos por envolvimento no motim de 2020

Foto: José Leomar

A Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública e Sistema Penitenciário publicou, nesta terça-feira (13), no Diário Oficial do Estado (DOE), novas decisões relacionadas ao motim de parte da Polícia Militar, realizado no início de 2020. Nas publicações, cinco militares foram punidos, sendo uma expulsão, uma demissão e três permanências disciplinares. Em junho deste ano, a Controladoria publicou a primeira demissão por participação no movimento paredista. Todos processos administrativos seguem os preceitos da ampla defesa e do contraditório.

Conforme o apurado e justificado no processo, o bombeiro militar Magno Maciel da Silva foi punido com a expulsão dos quadros da corporação. Já o ex-policial militar Márcio Wescley Oliveira dos Santos foi demitido. Atualmente, ele já estava afastado dos serviços, em razão do deferimento de candidatura para concorrer ao cargo de vereador em 2020, o que não é permitido por lei a militares da ativa. Os militares Wellington Freire de Souza Júnior, José Evirlande Costa Silva e Eudes de Carvalho Tavares foram punidos com permanência disciplinar.

O motim ocorreu entre os dias 18 de fevereiro e 2 de março em diversas cidades cearenses. Atualmente, 309 policiais identificados por participação no motim de 2020 continuam respondendo a processos administrativos disciplinares, estando estes em fase de instrução processual. Além disso, existem investigações em curso, que podem resultar em novos processos disciplinares.

SSPDS