-->
Mulheres que se vacinaram contra Covid-19 devem esperar para fazer mamografia, diz Femama

Mulheres que se vacinaram contra Covid-19 devem esperar para fazer mamografia, diz Femama

Foto: Femama

Segundo a mastologista Maira Calfelli, presidente voluntária da Femama, a recomendação é de que o médico seja avisado da vacina quando os exames de rastreamento de câncer de mama forem conduzidos.

Ela relatou à Agência Brasil que, nas últimas semanas, radiologistas têm relatado presença de linfonodos, também chamados de gânglios ou ínguas, em diversas pacientes. Além disso, ela diz ter recebido muitos casos para investigar.

"Coisa que não é necessário, desde que a gente constate que ela teve vacina naquele braço, ou até no braço contralateral, nos últimos 15 ou 30 dias", explicou.

Maira Calfelli conta que o normal, após esse período, é que esses linfonodos regridam.  "A gente está pedindo que elas não deixem de fazer os exames. Mas se  tomou a vacina de Covid-19, aguarde de duas a quatro semanas"

CÂNCER DE MAMA

Além disso, a presidente também esclareceu que a vacina contra o coronavírus não provoca câncer. A alteração nos gânglios, então, seria algo comum como reação do corpo aos imunizantes.

Para as mulheres que precisam fazer exame de rastreamento, seja por investigação de nódulo ou caroço suspeito, a recomendação segue a mesma.

"O médico já fica alerta. Essa parte é muito importante", confirma a especialista.

Fonte: Diário do Nordeste