Últimas Notícias
latest

728x90

header-ad

468x60

header-ad

Ceará não registra óbitos por Covid-19 nas ultimas 24 horas e casos chegam a 923 mil

Foto: Fábio Lima

O Ceará registrou 286 novos casos de Covid-19 e nenhuma morte nas últimas 24 horas. A quantidade de casos foi de 923.045, nesse sábado, 7, para 923.331, neste domingo, 8. Em relação ao número do óbitos, o sistema registra um total de 23.653. Os dados são do IntegraSUS, plataforma de transparência atualizada pela Secretaria da Saúde do Estado do Ceará (Sesa), consolidados às 8h54min.

Devido ao atraso que ocorre para que mortes mais recentes entrem no sistema, vítimas da Covid-19 que faleceram no mesmo período podem ser registradas posteriormente.

No Estado, há atualmente, 647.105 pessoas recuperadas da doença e 41.670 com suspeita de infecção. A taxa de letalidade — proporção de mortes entre os casos confirmados — é de 2,6%. Foram realizados 2.538.449 exames para detecção do coronavírus no Ceará até o momento.

Covid-19: números do Ceará

923.331 casos confirmados

23.692 óbitos

2,6% de taxa de letalidade

2.538.449 exames

647.105 pessoas recuperadas

Nenhum óbito confirmado nas últimas 24 horas

Taxa de letalidade

Há uma diferença entre taxa de mortalidade e de letalidade de uma doença. A taxa de mortalidade se refere à quantidade de pessoas que morreram por uma doença em relação à população total de um lugar — seja uma cidade, estado, país, ou até mesmo o mundo inteiro. Já a taxa de letalidade se refere à quantidade de pessoas que morreram por uma doença em relação à quantidade de infectados por ela.

Campanha de vacinação

Na campanha de vacinação contra a Covid-19 no Estado, todos os municípios cearenses já começaram a vacinar a população em geral. A nova etapa da campanha acontece de forma escalonada por ordem decrescente de idade, a partir dos 59 anos. Para receber a vacina, as pessoas devem estar devidamente cadastradas na plataforma Saúde Digital, da Sesa.

Além do público em geral, as pessoas incluídas nos grupos prioritários das fases 1, 2, 3 e 4, do PNI, estão recebendo os imunizantes contra o coronavírus em paralelo. Dentre as categorias, estão: trabalhadores da saúde, idosos, indígenas, quilombolas, pessoas com comorbidades, grávidas, puérperas, pessoas portadoras de deficiência, moradores de rua, trabalhadores da educação, profissionais do transporte coletivo rodoviário, metroviário, aéreo, aquaviário, portuários entre outros.

Fonte: O Povo

« Anterior
Próxima »

Nenhum comentário