Secult Aurora realiza ação de divulgação da história de “Mártir Francisca”

Foto: Redes sociais

Na última quinta-feira, 26/08, a equipe da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo de Aurora – Secult visitou o município de Juazeiro do Norte para distribuir e divulgar a revista que conta a história de Mártir Francisca, Santa Popular de Aurora. De acordo com a pasta, a distribuição já estava no planejamento.

Além de Juazeiro do Norte, a equipe da Secult dará prosseguimento a distribuição em algumas cidades circunvizinhas.

“A ação é importante para que a história de Mártir Francisca, seus milagres e a devoção em volta de sua imagem possam chegar a ainda mais pessoas”, lembra o secretário Wagner Layb.

Mártir Francisca

Nascida no Sítio Creoulas, na zona rural de Aurora, aos 21 de fevereiro de 1941, Mártir Francisca foi assassinada brutalmente com 13 facadas pelo seu ex-noivo, Francisco Ferreira Barnabé, chamado de “Chico Belo”, no dia 9 de fevereiro de 1958, segundo descrição do processo 48/1958, da Comarca de Aurora. Na época, a jovem tinha 16 anos de idade. "Chico Belo" decidiu assassiná-la depois que o pai da vítima, Manoel Pedro Ferreira, desfez o noivado alegando que ele seria muito agressivo.

Depois da morte da jovem, surgiram rumores de graças alcançadas por meio de orações em intenção a ela. No Sítio Mororó (Várzea de Conta), ao lado de um pé de pereiro, local onde a jovem morreu tragicamente, foi edificada pelo pai de Mártir Francisca, uma pequena capela, que se tornou um dos maiores pontos de peregrinação do Ceará.

Faça o Aurora Notícias conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (88) 99487-3124.

0/Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem