Adolescente suspeito de matar e congelar partes do corpo do pai é apreendido no Ceará


Foto: Reprodução

A Polícia Civil do Ceará apreendeu um adolescente de 16 anos suspeito de assassinar o pai e congelar partes do corpo. Segundo a investigação, a namorada da vítima, uma mulher de 21 anos, deu suporte ao menor de idade na ocultação do cadáver, e foi presa.

Rafael Ferreira Barbosa, de 38 anos, foi morto pelo filho com um único tiro de pistola na cabeça no último dia 23 de setembro no apartamento onde morava no bairro Bom Jardim, em Fortaleza.  A motivação do crime teria sido uma discussão entre os dois.

"De acordo com o adolescente, houve uma discussão. Ele pegou a arma que pertencia ao pai e efetuou um disparo na cabeça", esclareceu o delegado Rodrigo Jataí.

CORPO ESQUARTEJADO

O menor de idade teria ficado "nervoso com a situação" e resolveu esquartejar o corpo do pai utilizando uma faca de cozinha e um martelo. Em seguida, ele enrolou os membros superiores e inferiores em um pano e armazenou no refrigerador do apartamento.

A companheira de Rafael, identificada como Sara Nascimento Parente de Moraes, vendedora, estava no imóvel no momento do crime. No entanto, ela alegou à polícia que foi amarrada pelo adolescente ao tentar denunciar a ocorrência.

"Ela ouviu o disparo, saiu do quarto e o adolescente apontou  a arma para ela. Ele determinou que ela voltasse para o quarto e a amarrou, e a manteve presa o dia inteiro", detalha o delegado.

Com o passar dos dias,  o "corpo já estava com cheiro muito forte" e o adolescente teve receio de chamar a atenção da vizinhança. "Nesse período, a companheira da vítima continuava presa no quarto, então ele retornou apartamento e conversou com ela. Inicialmente, ela pretendeu chamar a polícia, mas acreditou que a polícia não ia se convencer naquela história".

Somente no último dia 26 de setembro, ele e a vendedora decidiram desovar o corpo no Anel Viário, em Maracanaú. O cadáver foi levado no carro da vítima e encontrado pela Polícia Civil no mesmo dia.

APREENSÃO

O adolescente foi apreendido na noite dessa segunda-feira (27) no apartamento do pai. Ao receber a polícia, ele alegou que Rafael havia ido trabalhar, mas ao ser pressionado, assumiu o crime. "Durante uma breve revista, foi encontrada uma arma. Já muito nervoso, ele confessou que havia assassinado o pai", disse Rodrigo Jataí.

Já a mulher foi presa durante uma confraternização do trabalho. No entanto, a polícia ainda não concluiu se ela, de fato, teve participação no homicídio.

"Na investigação inicial, até o momento, ela não teve participação no crime. Foram recolhidos notebooks, telefones celulares, e a gente vai realizar uma perícia nesses equipamentos para constatar se a versão do adolescente é verídica ou não, se houve a participação da companheira ou não", reforçou o delegado.

Fonte: Diário do Nordeste

0/Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

Publicidade