Motorista de aplicativo e companheira são presos pela Polícia Civil transportando 5,5 kg de drogas no Crato

Foto: Reprodução/Polícia Civil

Um casal suspeito de transportar entorpecentes foi preso, no início da noite dessa quarta-feira (01), após uma ação de combate ao tráfico de drogas da Polícia Civil. A ofensiva foi realizada no município do Crato. Durante o trabalho policial, cinco quilos e meio de drogas foram apreendidos. Os suspeitos foram autuados em flagrante por tráfico interestadual e associação para o tráfico.

Os suspeitos capturados foram identificados como Raimundo Cleves Pinto Mesquita do Carmo, de 36 anos e Maria Kamyla de Brito Araújo, de 24. Apurações do Núcleo de Combate ao Tráfico de Drogas (NCTD) da Delegacia Regional de Juazeiro do Norte, com o apoio do Departamento de Inteligência da PC-CE, apontam que Raimundo Cleves seria motorista de aplicativo e estaria realizando viagens para transportar os entorpecentes pelas cidades de Juazeiro do Norte, Crato e outros municípios do estado vizinho, Pernambuco.

Após um acompanhamento tático, os policiais civis interceptaram o veículo modelo Ônix na CE-292. No automóvel, além do casal, nove tabletes de maconha pesando, aproximadamente, cinco quilos e meio foram localizados. Além do material ilícito, quatro aparelhos celulares, comprovantes bancários e uma quantia em dinheiro foram apreendidos. Diante do flagrante, o casal foi conduzido para a delegacia, onde foram autuados por tráfico interestadual e associação para o tráfico. Ainda de acordo com as investigações, a droga seria oriunda do estado de Pernambuco.

Denúncias

A Polícia Civil ressalta que a população pode contribuir com os trabalhos na região repassando informações que auxiliem as equipes policiais. As denúncias podem ser feitas para o número: (88) 99861-6987, que é o WhatsApp do NCTD.

As denúncias também podem ser feitas para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), para o (85) 3101-0181, que é o número de Whatsapp, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia. O sigilo e o anonimato são garantidos.

Fonte: Caririceara

0/Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem