Agricultor de 51 anos é preso suspeito de abusar sexualmente de criança de 4 anos em Porteiras

Foto: Ilustração

Um trabalhador rural de 51 anos foi preso neste domingo (24) suspeito de abusar sexualmente de uma criança de quatro anos em Porteiras, na região do cariri cearense. O crime ocorreu no final da tarde deste domingo (24), na zona rural do município.

O caso chegou ao conhecimento do destacamento PM de Porteiras por volta das 17h30min, através de ligação via 190 em que a mãe da vitima denunciou que estava em um bar de sua propriedade que funciona casa onde mora com sua duas filhas menores de idade de iniciais, D.V.C.S. de 07 anos e M.M.A.S de 04 e em dado momento que se deslocou até o interior do estabelecimento para pegar uma bebida no freezer momento em que o agricultor, Cicero Pereira dos Santos, 51 anos, mais conhecido por “Fera”, residente no Sitio Muquém dos Reinados, teria pego a criança mais nova colocando-a no colo e depois acariciado as partes intimas da menina, fato presenciada pela a irmã mais velha da vitima que correu para avisar o abuso sexual contra a criança.

A mulher acrescentou quando retornou, ainda visualizou “Fera” com a sua filha no colo. Diante da denuncia a equipe policial militar, Sargento Josimar, Cabo Evilácio e Soldado Marco Antonio se deslocou até o Sitio Muquem, onde a mãe da garota confirmou a denuncia, mas, no entanto, o suspeito não mais se encontrava no local.

Os policiais empreenderam diligencias e encontraram o denunciado nos arredores do respectivo Sitio. Os PM’S ao realizarem a abordagem, perceberam, que o suspeito apresentava está sob o efeito de bebidas alcoólicas. “Fera” recebeu voz de prisão e na sequência foi conduzido para Delegacia de Policia Civil de Brejo Santo-CE para que fossem tomadas as medidas cabíveis. O conselho tutelar acompanhou a criança juntamente com a mãe ate a Delegacia. Na DP, o homem foi autuado por crime de estupro de vulnerável.

Fonte: Caririceara

0/Comentários

Anterior Próxima

Publicidade

Portal Aurora Notícias
Portal Aurora Notícias