Polícia Civil indicia agricultor suspeito de matar onça-parda em Tarrafas

Foto: Redes sociais

Após um trabalho de investigação realizado pela Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE), um agricultor de 33 anos foi indiciado por suspeita de participação em um crime ambiental, que culminou na morte de uma onça-parda, na última terça-feira (2), na localidade Sítio Timbaúbas, na cidade de Tarrafas.

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Municipal de Assaré, iniciou as diligências e oitivas logo após as fotos da agressão à onça-parda serem compartilhadas em redes sociais e aplicativos de mensagens instantâneas. Um vídeo atribuído à ação, no entanto, não seria relacionado à ocorrência. Somente as fotos seriam do momento que a onça foi morta. Ainda conforme a investigação policial, o suspeito cuidava de um gado na região, quando percebeu a aproximação do felino, que estava cercado pelos cachorros da propriedade. Ele teria disparado com uma espingarda e, com apoio de vizinhos, foi resgatar o corpo.

O agricultor compareceu à unidade policial na manhã de quarta-feira (4), onde prestou depoimento e confirmou a participação do caso, alegando arrependimento e afirmando que o interesse, na ocasião, era unicamente defender o gado. Ele foi indiciado por crime ambiental e o caso será remetido à Justiça.

Onça-parda

A onça-parda, também conhecida como puma concolor, é considerada o segundo maior felino do Brasil, conforme o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). De acordo com a entidade, a ocupação urbana desordenada e a destruição do meio ambiente pelo ser humano são os principais fatores pelo declínio populacional da espécie.

0/Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem