Homem acusado de ser executor de PM do RAIO em Campos Sales é preso no município de Pacajus

Foto: Redes sociais

Na manhã desta sexta-feira (3), policiais Civis da Delegacia de Polícia Civil de Pacajus, na região metropolitana de Fortaleza, deram cumprimento a mandado de prisão expedido pela Comarca de Campos Sales, no cariri, em desfavor de Alexandre Castro Aquino, de 37 anos, apelidado por “Zé Doido”, natural de Araripina, estado do Pernambuco. Ele foi conduzido à Delegacia de Policia Civil daquela cidade para a adoção das medidas cabíveis. Segundo a polícia, no momento em que foi preso o mesmo portava um documento de identidade falso com o nome de Giliardo Novaes dos Santos. “Zé doido” é acusado de ser o executor do Soldado da Polícia Militar José Roberto Lemos (BPRAIO), crime este ocorrido em 8 de maio de 2016.

“Zé Doido” também é acusado de ter envolvimento na execução do ex-presidiário Tiago Feitosa de Lima, 22, conhecido como “Nego Cassete”, que residia no Bairro Barragem de Campos Sales. O assassinato ocorreu em 21 de maio de 2012, naquele município.

Investigação de tráfico de drogas

Em 2016, um grupo de policiais militares recebeu a denúncia da entrega de cocaína no “Bar da Miúda”, no bairro Aparecida,  a traficantes de Campos Sales e preparou uma ação de emboscada para prender os suspeitos.

Naquela ocasião, os militares se aproximaram do bar e os homens que estavam dentro do estabelecimento começaram os disparos.

O soldado Lemos foi atingido por um tiro na cabeça e não resistiu, enquanto outro militar foi ferido no braço.

Dias depois o bar pegou fogo em Campos Sales.

Outras prisões

Em 30 de junho de 2019, policiais militares do Ceará e São Paulo cumpriram mandado judicial da Comarca de Campos Sales e prenderam Danilo Alves do Nascimento, de 26 anos. Antes, no sábado, já tinha sido presa Luana Alves da Silva, de 31 anos.

Danilo foi localizado na Rua Engenheiro Vitor Freire (Bairro Jaguaré) em São Paulo-SP já que tinha fugido de Campos Sales desde o dia do crime. Já Luana foi presa no dia 29 de junho de 2019 na Rua Raimundo Ferreira de Sousa (Bairro Área Verde) em Pacajús-CE.

Em 20 de junho de 2019, foi presa a no bairro Croatá, em Pacajus, a comerciante Maria Dalvani da Silva, de 62 anos, a "Miúda" que era dona do Bar da Míúda, no Bairro Aparecida, em Campos Sales.

Além desses três, são denunciados ainda por homicídio qualificado: Luciano Feitosa Arrais, Cícero Pedro da Silva, Maquirone Garcia de Sousa e Marloncio Benigno Campos.

Suspeitos de envolvimento mortos

No dia da morte do Soldado Lemos, Jeremias Alves da Silva foi executado a tiros dentro de uma ambulância que foi interceptada por dois homens, no distrito de Boqueirão, em Campos Sales. Outro homem identificado como José Lopes Silva conseguiu escapar.

Já Antônio Lourenço Sousa da Silva, 25, que tinha passagem por furto, roubo e tráfico de drogas, foi executado a tiros no dia 8 de maio de 2019.

0/Comentários

Anterior Próxima

Publicidade

Portal Aurora Notícias
Portal Aurora Notícias