Polícia Civil prende terceiro suspeito de envolvimento na morte de motorista de aplicativo no Cariri

Foto: Redes sociais

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE) cumpriu, na manhã desta quarta-feira (06), um mandado de prisão temporária em desfavor de um homem de 23 anos, suspeito de envolvimento na morte de um dos motoristas de aplicativos, que foram encontrados sem vida na região do Cariri. A captura do investigado ocorreu no município de Porteiras.

Com os trabalhos continuados acerca dos latrocínios que tiveram como vítimas, dois motoristas de aplicativo, os investigadores identificaram a participação de mais um homem. Desta vez, os policiais civis localizaram Janailson Sousa da Rocha, 23 anos, que não possuía antecedentes criminais. Ele foi preso em sua residência na localidade da Serra da Mata, em Porteiras. Ele, que não reagiu a prisão, foi levado à Delegacia Regional de Juazeiro do Norte, onde todos os procedimentos cabíveis foram realizados. A sua identificação e outros detalhes sobre a prisão, serão preservados para não comprometer as investigações em andamento.

No último domingo (3), a Polícia Civil prendeu Wesley Wilkinson Anjos dos Santos, 25 anos, que já responde por porte ilegal de arma de fogo, estelionato, apropriação indébita; e Álisson Barbosa da Silva, 27 anos, que não registrava antecedentes criminais. A dupla foi localizada na cidade de Barbalha. O primeiro a ser preso foi Wesley.

Com sua captura, o homem indicou onde deixou os corpos das vítimas e apontou ainda quem seria seu cúmplice na trama criminosa. Foi então que a Polícia Civil chegou a Álisson. Os corpos das vítimas foram encontrados na Chapada do Araripe, na localidade de Sítio Serra dos Pequis, no município de Jardim, no Sul do Ceará. Também foi localizado o veículo de um dos motoristas.

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais, por meio do telefone (88) 3102-1116, da Delegacia Regional de Juazeiro Norte. Outro número disponível é o telefone (88) 3102-1196, da Delegacia Municipal de Barbalha.

As denúncias também podem ser feitas para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o (85) 3101-0181, que é o número de WhatsApp, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia. O sigilo e o anonimato são garantidos.

0/Comentários

Anterior Próxima

Publicidade

Portal Aurora Notícias