Passaporte de vacinação contra a Covid-19 deixa de ser obrigatório em estabelecimentos do Ceará


O passaporte de vacinação contra a Covid-19 vai deixar de ser obrigatório em estabelecimentos do Ceará. O pedido pelo comprovante vacinal passa a ser uma recomendação. A novidade foi anunciada na tarde desta sexta-feira (5) pela governadora Izolda Cela. A decisão foi tomada durante reunião do comitê estadual de enfrentamento à pandemia.

"Os índices da Covid seguem baixos em todo o estado, bem como não há pressão assistencial nas unidades de saúde. O comitê deliberou que o passaporte de vacinação deixa de ser obrigatório, passando a ser uma recomendação", escreveu Izolda em postagem nas redes sociais.

O uso de máscaras, contudo, permanece obrigatório nas unidades de saúde e no transporte coletivo.

"Lembrando que a máscara protege da circulação viral não apenas da Covid, mas de outras doenças transmissíveis. Reitero que a vacinação é a melhor forma de superarmos de vez essa pandemia. Procurem os locais de imunização para tomar as doses de reforço e vacinar as nossas crianças", pontuou a governadora.

4ª onda perto do fim

Um levantamento dos níveis de SARS-CoV-2 nos esgotos de Fortaleza indicou o declínio da concentração do vírus. A interpretação tem como base os dados repassados pelo projeto Rede Monitoramento Covid Esgotos, que apontam redução da carga viral desde o último dia 17 de julho na capital.

O levantamento é um importante indicador que sugere o início do fim da quarta onda de infecções pela doença, segundo o Centro de Inteligência em Saúde do Estado do Ceará (Cisec), da Escola de Saúde Pública do Ceará Paulo Marcelo Martins Rodrigues (ESP-CE).

No boletim divulgado em meados de maio, os pesquisadores do Centro já alertavam para o início da quarta onda, quando as estações de tratamento de esgotos e sub-bacias registravam um aumento do coronavírus nas amostras coletadas.

Fonte: G1 CE

0/Comentários

Anterior Próxima
Portal Aurora Notícias