EEEP Leopoldina Golçalves Quezado recebe evento sobre inclusão dos deficientes auditivos no ambiente escolar e na sociedade


Foto: Ana Cleide Lira

No último dia 26 de setembro, data que celebrou o Dia Nacional do Surdo, foi realizado na EEEP Leopoldina Gonçalves Quezado, pertencente à rede pública estadual, um evento que abordou o tema Equidade na Educação: Desafios e possibilidades de inclusão dos surdos nos espaços educativos, tendo como palestrante a Dra. Yanne Rakel Pereira de Carvalho (Psicóloga). O evento foi idealizado pela instrutora e intérprete de libras, Ana Cleide Lira, e teve como objetivo a inclusão dos deficientes auditivos no ambiente escolar e na sociedade.

Participaram do momento aproximadamente sessenta pessoas, entre elas os alunos do segundo ano de enfermagem, os professores, a aluna deficiente auditiva, Mirela Cardoso, que cursa o segundo ano do curso técnico de enfermagem na escola Leopoldina Gonçalves Quezado e mais quatro alunos surdos das escolas das escolas do município. Também estiveram presentes o diretor da EEEP Leopoldina Gonçalves Quezado: Isnard Gonçalves, as coordenadoras Fátima e Samaria, a professora de Turma Amanda Leite, e o coordenador do curso técnico de enfermagem Mikael Figueiredo (Pessoas que fazem parte do corpo docente da escola).

Dia do surdo no Brasil

O Dia do Surdo, no Brasil, foi oficializado em 2008, por meio do decreto de lei nº 11.796. O dia 26 de setembro foi escolhido por ser a data da fundação da primeira escola de surdos no país: o Instituto Nacional de Educação de Surdos (INES).

A data que relembra, a toda a sociedade, a luta da comunidade surda brasileira por direitos e inclusão. O mês, aliás, é chamado de Setembro Azul: um período dedicado à conscientização sobre as conquistas da comunidade surda e o quão urgente e indispensável é a ampliação da acessibilidade.

0/Comentários

Anterior Próxima
Portal Aurora Notícias

Publicidade

Portal Aurora Notícias