Trabalho integrado entre as polícia Civis do Ceará e do Pará resulta em cumprimento de mandado de prisão em desfavor de acusado de homicídio que teve como vítima o professor Paulo Aquino

 

Foto: Redes sociais

No fim da tarde, início de noite, de hoje a equipe da delegacia de polícia civil de Brasil Novo – Pará, após ter iniciado as diligências desde 18 de outubro de 2022, quando o mandado de prisão preventiva foi expedido em desfavor de JEAN JÚNIOR, com serviços de campana e inteligência policial até conseguir localizar o mesmo e efetuar sua prisão.

JEAN JÚNIOR estava respondendo ao crime de homicídio pela morte brutal do professor PAULO AQUINO, no ano de 2012, em liberdade, informando durante toda a instrução processual que estava residindo na cidade de AURORA DO PARÁ. Teve um primeiro julgamento marcado para o dia 20 de setembro de 2022, mas que não foi realizada em razão do mesmo não ter sido localizado no endereço que até dizia morar em AURORA DO PARÁ; sessão do júri foi adiada, causando frustração na população de Aurora.

Estranhou-se e entrou em campo o trabalho da POLÍCIA CIVIL, por requerimento da PROMOTORIA DE JUSTIÇA DE AURORA, tendo a frente o DOUTOR LUIZ COGAN; foi acionada a delegacia municipal de Aurora, tendo a frente o delegado PAULO HERNESTO PEREIRA TAVARES, que passou a manter contato e trocar informações com a delegacia de polícia civil de AURORA DO PARÁ, tendo a frente o delegado LEONAM KZAN PONTES, que fez um grandioso trabalho de inteligência policial e descobriu que o infrator JEAN JÚNIOR na verdade não estava mais em AURORA DO PARÁ e tinha fugido, com a véspera do seu julgamento popular para alguma outra cidade do Pará ou de outro estado.

A promotoria de justiça de Aurora, sabendo que o mesmo tinha se evadido, sem saber qual o atual paradeiro do mesmo, e que mesmo que viesse a ser condenado no tribunal do júri, não fosse preso para cumprir a pena, representou pela prisão preventiva do mesmo, tempestivamente, prisão esta deferida pelo Poder Judiciário de Aurora, dando início a toda uma caçada policial.

Foi feito um trabalho de muita inteligência policial e identificado que o mesmo provavelmente estivesse na cidade de Brasil Novo, também no Pará, mas ainda sem tanta certeza. 

Desta vez, foi acionado a delegacia de polícia civil de BRASIL NOVO, tendo a frente o delegado HENRIQUE INÁCIO, que iniciou um trabalho árduo, há uma semana a procura do alvo; entrou em campo a ajuda fundamental da COORDENADORIA DE INTELIGÊNCIA DA SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA DO CEARÁ – COIN, colaborado com os serviços de inteligência, auxiliando a delegacia de BRASIL NOVO, que continuou as diligências, e hoje deu cumprimento a uma das prisões mais importantes da TERRA DO MENINO DEUS.

Prestes a comemorar 139 anos, no próximo dia 10, a TERRA DO MENINO DEUS ganha um prêmio, que a justiça reine frente ao sentimento de impunidade. Isso mostra um trabalho conjunto da Polícia Civil do Ceará, Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará, Polícia Civil do Pará e Promotoria de Justiça de Aurora.

Entenda o caso:

Os fatos ocorreram neste município de Aurora/CE, entre a noite do dia 11 e a manhã do dia 12 de outubro do ano de 2012, onde a pessoa de JEAN JÚNIOR e ADENILTON GOMES “DENIN” (esse segundo já condenado e devidamente preso), colocou fim, de maneira cruel e vil, sem oportunidade de defesa a vida do Professor Paulo Aquino, com disparos de arma de fogo, após ateando fogo e carbonizado por completo o seu corpo.

Conforme consta dos autos e da denúncia, no dia 11/10/2012, por volta das 18:52, a vítima recebeu um telefonema do acusado Jean Júnior. Após breve discussão, segundo a tia da vítima, ao encerrar a ligação, a vítima pegou seu capacete, seu celular e saiu com sua motocicleta. Naquela noite a vítima não retornou pra casa. Na manhã do dia 12/10/2012, seu corpo foi encontrado no Sitio Olho D’ água, zona rural do município de Aurora, com duas perfurações de arma de fogo na região do crânio, e inteiramente carbonizado.

O comparsa de Jean Júnior de Araújo Ferreira, Francisco Adenilton Gomes do Nascimento, conhecido como DENIN (que também esteve por muito temnpo foragido, mas da mesma forma de JEAN JÚNIOR, preso e submetido a julgamento perante o Tribunal do Júri Popular, em 29/10/2019. Na ocasião do seu julgamento DENIN fora condenado pelo Conselho de Sentença a pena de 22 (vinte e dois) anos e 09 (nove) meses de reclusão, em regime inicial de cumprimento de pena fechado, e ainda se encontra preso na cadeia pública de Juazeiro do Norte/CE.

Paulo Aquilo era uma pessoa muito respeita no município de Aurora, ainda hoje é, professor, muito atuante nas pastorais da igreja e muito religioso e caridoso, sua morte levou aos prantos toda a cidade de Aurora, que ainda hoje clama por justiça pela morte do mesmo.

A polícia civil precisa de sua ajuda, colabore, ajude, não deixe que a impunidade ou a criminalidade impere. Faça suas denúncias através do telefone 88 9 81012001, sua denúncia é totalmente anônima. Ou através do disque denúncia da SSPDS, pelo telefone 181 ou 85 3101 0181.

0/Comentários

Anterior Próxima
Portal Aurora Notícias
Portal Aurora Notícias