Tribunal do Júri de Aurora condena irmãos “Bruno de Nova” e "Júnior de Nova” à prisão

Foto: Redes sociais

Os irmãos  Bruno de Souza Saraiva, conhecido como “Bruno de Nova”, de 24 anos, e Erivaldo Gonçalves de Almeida Júnior, 21 anos, o “Júnior de Nova”, foram condenados à prisão pelo Tribunal do Juri da Comarca de Aurora. A Sessão Plenária de Juri de Julgamento foi realizada nesta quarta-feira (16), no Fórum Desembargador Jaime de Alencar Araripe. 

A sessão foi presidida pelo juiz substituto titular da Vara Única da Comarca de Aurora, Fabricius Ferreira da Silva. 

O Ministério Público do Estado do Ceará conduziu a tese do plenário. 

"Bruno de Nova", possuidor de extensa ficha criminal por crimes de embriaguez ao volante, porte e posse irregular de arma de fogo, disparo em via pública, além de ser acusado de ser o executor da pessoa de Carlos Eduardo da Silva, conhecido como “Carlos Eduardo da Ingazeiras”, de 20 anos, morto a tiros em 9 de outubro de 2021, foi condenado a uma pena de nove anos e quatro meses de prisão em regime inicialmente fechado. Ele segue recolhido no sistema penitenciário do Ceará aguardando outro julgamento.

Já “Júnior de Nova”, que também se encontra recolhido ao sistema prisional do estado, acusado juntamente com "Bruno de Nova" de tentativa de homicídio à faca ocorrido no último dia 25 de dezembro de 2021 contra um homem identificado pelo apelido de “Miudinho Cabeleireiro”, crime este ocorrido em um bolão de vaquejada no Sítio Santa Bárbara, na zona rural de Aurora, durante um bolão de vaquejada, foi condenado a oito anos e quatro meses em regime semiaberto.

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do Portal Aurora Notícias no (88) 98235-4046.

0/Comentários

Anterior Próxima
Portal Aurora Notícias
Portal Aurora Notícias