Pagamento do Cartão Mais infância para 150 mil famílias inicia nesta quarta (25)


Foto: SPS

O Governo do Estado inicia, nesta quarta (25), o pagamento de R$ 15 milhões referentes à parcela de janeiro de 2023 do Cartão Mais Infância Ceará (CMIC). Em todo o Estado, 150 mil famílias cearenses em situação de extrema pobreza e vulnerabilidade social são beneficiadas com a transferência de renda. Os recursos são oriundos do Fundo Estadual de Combate à Pobreza (Fecop) e o pagamento foi aprovado, por unanimidade, em reunião do Conselho Consultivo de Políticas de Inclusão Social (CCPIS).

Executado pela Secretaria da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS), o CMIC é um programa de transferência de renda que visa romper o ciclo da pobreza, diminuir a desigualdade social e auxiliar nas necessidades básicas de alimentação, saúde e lazer. São contempladas famílias com crianças com idades de zero a cinco anos e onze meses, e renda per capita mensal até R$ 89.

A titular da SPS, Onélia Leite, destaca a importância do benefício para milhares de famílias cearenses. “O Cartão Mais Infância é um importante programa do Estado que, em tempos de crise econômica, tem demonstrado ser uma importante ferramenta no enfrentamento à insegurança alimentar”, ressalta.

Na reunião do CCPIS, na última semana, o secretário da Fazenda, Fabrízio Gomes, ressaltou o significado das políticas públicas para redução dos índices de vulnerabilidade social que assolam o Estado e o País. “O combate à fome é uma das bandeiras do governador Elmano de Freitas. É muito importante a composição de produtos do Fecop, para que tenhamos uma base de cálculo significativa, para garantirmos recursos financeiros às famílias de baixa renda do Estado”, defendeu.

A meta para 2023 é atender 150 mil famílias, destinando R$ 100 a cada uma, mensalmente. Os recursos são transferidos diretamente à conta corrente das famílias inscritas no CadÚnico, e podem ser sacados ou utilizados, via cartão, para pagamentos de despesas diversas. De 2017 a 2022, foram investidos mais de R$ 424 milhões, pelo Governo do Estado, no Cartão Mais Infância.

“A finalidade dos nossos encontros do CCPIS é planejar para atendermos, de maneira mais satisfatória, a população carente do Ceará”, acrescentou a secretária Estadual de Planejamento e Gestão, Sandra Machado.

Dentre os critérios definidos à seleção das famílias contempladas com o Cartão Mais infância estão as que tenham o maior número de crianças com idades até 12 anos, que residam em casas improvisadas de taipa, palha, madeira aproveitada, sem banheiro e sanitário, ou em domicílios coletivos, como abrigos, pensões, alojamentos etc.

Ascom SPS

0/Comentários

Anterior Próxima
Portal Aurora Notícias

Publicidade

Portal Aurora Notícias