Políticos americanos defendem extradição de Bolsonaro dos EUA após invasões em Brasília


Foto: REUTERS/Adriano Machado

Ao menos cinco congressistas americanos defenderam a extradição do Jair Bolsonaro dos Estados Unidos. Para os políticos, o ex-presidente do Brasil é um dos responsáveis pelos atos terroristas que aconteceram em Brasília neste domingo (8).

Bolsonaro chegou a Orlando, na Flórida, em 31 de dezembro, véspera de deixar o governo. No Twitter, ele afirmou que invasões e depredações são diferentes de manifestações pacíficas e "fogem à regra".

Um processo de extradição é a entrega de uma pessoa investigada, processada ou condenada após um pedido formal para o país em que ela se encontra. Um pedido de extradição de um brasileiro no exterior pode ser feito pelo Ministério Público, que instaura o procedimento para ser analisado junto ao Poder Executivo e às autoridades estrangeiras.

Joaquin Castro, deputado democrata pelo Texas, disse que terroristas domésticos e fascistas não podem usar a cartilha de Trump para minar a democracia".

"Bolsonaro não deve se refugiar na Flórida, onde está se escondendo da responsabilidade por seus crimes", afirmou.

Alexandria Ocasio-Cortez, deputada democrata por Nova York, disse que "os EUA devem parar de conceder refúgio a Bolsonaro na Flórida".

"Quase dois anos depois que o Capitólio dos EUA foi atacado por fascistas, vemos movimentos fascistas no exterior tentando fazer o mesmo no Brasil. Devemos ser solidários com o governo democraticamente eleito de Lula", escreveu.

Anna Eskamani, deputada democrata pela Flórida, questionou o governador de seu estado. "Ron de Santis, por que você está dando refúgio para Jair Bolsonaro na Flórida? É porque você apoia os regimes fascistas de extrema direita que invadem capitólios?"

Mark Takano, deputado democrata pela Califórnia, disse que os EUA e as pessoas democráticas em todo os lugares devem apoiar os resultados da eleição brasileira.

"A violência antidemocrática no Brasil hoje é um lembrete preocupante dos perigosos movimentos fascistas que crescem em todo o mundo. Jair Bolsonaro não deveria ter permissão para se refugiar nos EUA", afirmou.

Ilhan Omar, deputada por Minnesota, prestou solidariedade a Lula e aos brasileiros. "As democracias de todo o mundo devem permanecer unidas para condenar este ataque à democracia. Bolsonaro não deveria se refugiar na Flórida", disse.

Conteúdo do G1

0/Comentários

Anterior Próxima
Portal Aurora Notícias

Publicidade

Portal Aurora Notícias