SITE-2-c-pia

Técnica de enfermagem assassinada em Missão Velha havia pedido medida protetiva contra ex


Foto: Redes sociais

A técnica de enfermagem morta a facadas em Missão Velha, no Ceará, havia pedido medida protetiva contra ex-companheiro, informou a Polícia Civil nesta quarta-feira (26). Maria Tereza Xavier tinha 35 anos e foi assassinada na casa onde morava, no Centro da cidade.

De acordo com vizinhos, que preferiram não se identificar, o casal estava separado, mas o homem não aceitava o fim do relacionamento e tentava reatar.

Nessas ocasiões, os dois brigavam e já foram para a delegacia. Tereza, inclusive, já havia denunciado Gleidson, chegando a pedir medida protetiva, mas não seguiu em frente com a queixa.

Ainda segundo a polícia, Gleidson Alves Antão, de 40 anos, teria tentado se matar após tirar a vida da técnica de enfermagem. Ele foi levado a um hospital da cidade e transferido para Juazeiro do Norte.

Maria Tereza tinha três filhos de uma relação anterior. Vizinhos também relataram que os dois tinham uma relação conturbada e, quando estavam juntos, sempre discutiam.

Entenda a medida protetiva

Se a mulher estiver em uma situação de violência doméstica, deve procurar imediatamente uma autoridade policial, Ministério Público ou uma rede de proteção de sua cidade e denunciar essa violência.

A denúncia pode ser feita de forma verbal ou de forma escrita, por anotações dos dias que sofreu a violência, com o máximo de detalhes, relatos do local, e pessoas presentes no momento do ocorrido para que, a partir das denúncias e relatos, a vítima possa ter a concessão da medida protetiva.

Deferidas as medidas de proteção, o agressor é proibido de manter contato e comunicação com a vítima, e deve manter um afastamento de no mínimo 500 metros de distância da vítima e de sua residência. Em caso de descumprimento das medidas cautelares, pode ser aplicada a prisão ao agressor por tempo até indeterminado.

Conteúdo do G1 Ceará

Google Plus

Henrique Macêdo

0 Comentários :

Postar um comentário