SITE-2-c-pia

Mãe de criança picada por escorpião processa hospital em Barbalha


Foto: TV Verdes Mares

Nesta semana, foi protocolado um processo na 2ª Vara Cível da Comarca de Barbalha contra o Hospital São Vicente de Paulo. A ação foi movida pela mãe de Raimundo Neto, um menino de três anos que sofreu uma picada de escorpião e apresentou sequelas motoras e neurológicas decorrentes do incidente.

Nageane de Souza, de 34 anos, alega que houve um erro médico no atendimento prestado ao seu filho no referido hospital. Segundo relatos, no dia 21 de fevereiro, ela levou a criança à unidade de saúde em aproximadamente 30 minutos após o ocorrido, porém, o soro antiveneno só teria sido administrado quase um dia depois.

O caso despertou preocupação e indignação na família, pois as consequências da demora no tratamento afetaram significativamente a saúde e o desenvolvimento de Raimundo. As sequelas motoras e neurológicas impactaram a qualidade de vida da criança e exigem cuidados e acompanhamento médico contínuo.

Procurada para se pronunciar sobre o assunto, a assessoria de comunicação do Hospital São Vicente de Paulo informou que não emitirá nota oficial neste momento e que responderá às acusações no âmbito judicial.

Agora, o processo seguirá seu trâmite na Justiça, onde serão avaliados os argumentos apresentados pela mãe da criança e a resposta do hospital.

Google Plus

Henrique Macêdo

0 Comentários :

Postar um comentário