SITE-2-c-pia

Operação "Mãos Limpas" investiga fraude em licitação na Prefeitura de Granjeiro


Foto: MPCE

O Ministério Público do Estado do Ceará, em conjunto com o Grupo Especial de Combate à Corrupção (Gecoc) e o Departamento Técnico Operacional da Polícia Civil, deflagrou nesta terça-feira (13/06) a 2ª fase da Operação "Mãos Limpas". A ação tem como objetivo investigar suspeitas de fraude em licitação, corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e associação criminosa no âmbito da Prefeitura de Granjeiro.

Nesta etapa da operação, foram cumpridos mandados de busca e apreensão em Juazeiro do Norte e Fortaleza contra o ex-prefeito do município, um empresário da região e uma auxiliar administrativa.

A investigação conduzida pelo Gecoc aponta indícios de irregularidades na aquisição de três mil litros de álcool em gel e outros insumos pela Secretaria de Saúde de Granjeiro em 2020. Suspeita-se que a compra tenha sido realizada de forma fraudulenta em benefício de um empresário local, que, por sua vez, teria pago propina ao então prefeito municipal.

Na primeira fase da operação, ocorrida em 2021, o Ministério Público já havia cumprido mandados de busca e apreensão contra o ex-secretário de Saúde de Granjeiro e outro empresário. Na ocasião, foram encontrados elementos que resultaram no ajuizamento de ação penal contra cinco pessoas.

Após a análise do material apreendido na primeira fase, os promotores de Justiça do Gecoc identificaram indícios de um suposto esquema criminoso envolvendo um empresário do ramo de cosméticos. Além de ser suspeito de ter recebido comissões pela organização da fraude, esse empresário também teria coordenado o pagamento de vantagens indevidas ao ex-prefeito, utilizando uma dívida contraída pelo mesmo como forma de ocultar a origem ilícita dos recursos.

Google Plus

Henrique Macêdo

0 Comentários :

Postar um comentário