Últimas Notícias
latest

728x90

header-ad

468x60

header-ad

Ceará: 52 açudes sangram e reservatórios se aproximam de 50% de capacidade


Ascom Cogerh - Foto

A situação hídrica do Ceará apresenta melhorias significativas com as recentes sangrias dos açudes Araras, em Varjota, e Mundaú, em Uruburetama. Com isso, o estado agora conta com 52 açudes gerenciados que estão vertendo água. Além disso, 16 reservatórios estão operando com mais de 90% de sua capacidade máxima. Esses dados foram divulgados pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) nesta terça-feira (09/04), apontando um aporte total de 9 bilhões de metros cúbicos de água aos reservatórios neste ano.

O acumulado total dos 157 reservatórios monitorados pela Cogerh está prestes a atingir metade de sua capacidade. Caso isso se concretize, pode superar o acumulado de 2023, que alcançou 51% das reservas hídricas. "Estamos nos aproximando dos números do ano passado, faltando um mês e meio para o fim da quadra chuvosa", destacou Tércio Tavares, diretor de Operações da Cogerh.

Apesar desses avanços, a situação na bacia hidrográfica dos Sertões de Crateús permanece desafiadora, com pouco mais de 20% de reservas hídricas e alguns açudes completamente secos. "Isso reflete nossa característica de chuvas irregulares no tempo e no espaço", explicou Tércio. Trinta e um reservatórios registram menos de 30% de sua capacidade total.

Tércio Tavares, embora celebre a recuperação dos açudes, ressalta a importância de aguardar o período de chuvas de abril e maio para uma avaliação mais precisa. "Até lá, é fundamental mantermos um uso cauteloso e prudente da água, visto que vivemos em uma região semiárida e não podemos ter certeza de como será a próxima quadra chuvosa", concluiu Tércio.

« Anterior
Próxima »

Nenhum comentário