Últimas Notícias
latest

728x90

header-ad

468x60

header-ad

Desentendimento familiar em Jardim termina na delegacia e paraibano é baleado em Barbalha

Foto: Reprodução

Um desentendimento familiar na cidade de Jardim terminou na delegacia após denúncias de que dois jovens, Antônio Victor Alves, de 20 anos, e um adolescente de 17 anos, teriam ameaçado seus próprios pais e irmão com uma foice, em um momento de embriaguez. O Policiamento Ostensivo Geral da Polícia Militar (POG) foi acionado e encontrou os pais escondidos no matagal, temendo novas agressões por parte dos filhos. Os supostos agressores foram localizados em um terreno próximo e levados à Delegacia Regional de Polícia Civil de Juazeiro do Norte, juntamente com a provável arma utilizada no incidente.

Na delegacia, os pais decidiram não prosseguir com a denúncia contra os filhos, mas solicitaram uma medida protetiva e registraram um boletim de ocorrência.

Enquanto isso, na manhã de hoje (12), em Barbalha, um paraibano foi alvejado por disparos de arma de fogo. Leonardo da Silva Mendes, de 32 anos e natural de João Pessoa, foi atingido por dois tiros enquanto passava pelas proximidades do Parque da Cidade, na Rua Coronel João Coelho. Levado ao Hospital São Vicente de Paula, Leonardo passou por um procedimento cirúrgico para tratar os ferimentos.

Durante as investigações, a polícia descobriu que havia um mandado de prisão em aberto para Leonardo no Banco Nacional de Mandados de Prisão (BNMP). Após a cirurgia, ele foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil de Barbalha, acompanhado por seu advogado.

No entanto, ao verificar o histórico de Leonardo, as autoridades constataram a existência de um alvará de soltura, indicando que o mandado de prisão não deveria ser cumprido devido à transferência da execução da pena para o estado de Pernambuco. Após a confirmação das informações, Leonardo foi libertado conforme a decisão judicial. A Vara de Execução Penal em Meio Aberto de Pernambuco informou que um contramandado seria emitido pelo magistrado, garantindo a liberdade de Leonardo após a correção dos registros judiciais.

« Anterior
Próxima »

Nenhum comentário