Geração de emprego acelera no Ceará em julho, e estado tem sexto mês seguido de saldo positivo


Foto: Olhar Digital

A economia cearense criou 10.108 mil empregos com carteira assinada em julho deste ano, informou nesta segunda-feira (29) o Ministério do Trabalho e da Previdência Social.

O saldo positivo é o resultado de:

48.247 contratações
e 38.139 pessoas demitidas no mês

A variação no estado é de aumento de 0,83% no número de pessoas com emprego formal, um crescimento acima da média nacional, que teve crescimento de 0,52%.

Outro destaque do Ceará em relação ao Brasil é que o mês de julho é que o estado acelerou a geração de emprego em relação ao mês anterior; em junho, o estado havia gerado 9.605 empregos.

Já no Brasil, a economia desacelerou em relação à geração de vagas formais de trabalho, com 306,5 vagas em junho e 218,9 mil no mês seguinte.

Acumulado do ano

De acordo com o Ministério do Trabalho, 1,56 milhão de vagas formais de emprego foram criadas no país entre janeiro e julho em todo o país.

O número representa recuo na comparação com o mesmo período de 2021, quando foram criadas 1,79 milhão de vagas.

O ministro do Trabalho e da Previdência, José Carlos Oliveira, lembrou que tinha previsto, no início deste ano, a criação de 1,5 milhão de vagas em 2022 fechado, número que já foi superado nos sete primeiros meses deste ano.

"Isso faz com que a gente possa projetar um número maior", declarou, sem citar, porém, uma nova estimativa.

Ao final de julho de 2022, ainda conforme os dados oficiais, o Brasil tinha saldo de 42,24 milhões de empregos com carteira assinada.

O resultado representa aumento na comparação com junho deste ano (42 milhões) e com julho de 2021 (39,7 milhões).

Fonte: G1 CE

0/Comentários

Anterior Próxima
Portal Aurora Notícias
Portal Aurora Notícias