Mais de oito mil animais são resgatados em 2022 pelo Corpo de Bombeiros


Foto: CBMCE

Entre janeiro e setembro de 2022, o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE) resgatou 8.783 animais em todo o território estadual, sendo 5.222 na Capital e 3.561 no interior. As espécies resgatadas incluem cobras, gatos, cassacos, iguanas, cavalos, jacarés, gatos-mouriscos, gambás, raposas, entre outros. Segundo a corporação, o resultado é superior aos anos de 2019 (3.926 resgates), 2020 (5.217) e 2021 (6.252).

Um sagui encontrado no chão do Parque Estadual do Cocó, na Área Integrada de Segurança 10 (AIS 10) de Fortaleza, nesse sábado (8), é um exemplo do trabalho realizado pela corporação.

“Um filhote de sagui está na trilha do Parque e não localizamos sua mãe”, informou a funcionária do equipamento estadual e educadora ambiental, Gabriela Rodrigues, à Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

O animal da espécie silvestre sagui-de-tufo-branco (Callithrix jacchus) foi encontrado no chão, bastante desidratado e abaixo do peso normal. Após o resgate, as Forças de Segurança entraram em contato com o Instituto Pró-Silvestre, que viabilizou o atendimento do sagui em uma clínica veterinária da Capital. O animal se encontra em recuperação.

Também no sábado (8), o Corpo de Bombeiros realizou o resgate de um filhote de falcão-carcará na área comum de um condomínio residencial situado no bairro Lagoa Redonda (AIS 3), em Fortaleza. O animal silvestre não conseguia voar e também foi colocado sob a tutela do Instituto Pró-Silvestre, conforme as diretrizes do art. 107 do Decreto-lei No. 6.514/08. O atendimento veterinário do animal foi viabilizado.

Prevenção

O CBMCE orienta a população a manter distância de animais silvestres e nunca procurar capturá-los por iniciativa própria. O indicado, como forma de prevenir acidentes, é acionar o Corpo de Bombeiros via 193. A ligação é gratuita e o serviço funciona 24 horas por dia, inclusive em fins de semana e feriados.

Já em relação às ocorrências envolvendo animais domésticos e crianças, a principal dica é manter poços, valas e cacimbas cercados, devidamente sinalizados e tampados. A baixa visibilidade, desatenção ou desconhecimento do risco pode ocasionar graves acidentes e a sinalização e vedação são as medidas apropriadas de prevenção.

(Com informações da assessoria de comunicação do CBMCE)

0/Comentários

Anterior Próxima
Portal Aurora Notícias

Publicidade

Portal Aurora Notícias