SITE-2-c-pia

Departamento de Trânsito do Ceará recolhe mais de 1.500 animais abandonados em rodovias estaduais


Foto: Detran-CE

O Departamento Estadual de Trânsito do Ceará (Detran-CE) revelou que, entre os meses de janeiro e junho, foram recolhidos um total de 1.586 animais abandonados em trechos das rodovias estaduais (CEs), incluindo aquelas que cortam a região do Cariri. Essa ação tem como principal objetivo garantir a segurança viária dos condutores e preservar vidas. A captura dos animais é realizada por equipes treinadas, utilizando caminhões apropriados equipados com rampa hidráulica para facilitar a locomoção de cada espécie apreendida.

Após o recolhimento, os animais são devidamente cadastrados e aguardam um prazo de sete dias para que seus donos possam se apresentar e retirá-los. Caso nenhum proprietário se manifeste nesse período, os animais são encaminhados para a fazenda do Detran, localizada em Santa Quitéria. Lá, eles recebem toda a estrutura necessária para o acolhimento, sendo acompanhados por profissionais qualificados e recebendo os cuidados necessários. Para os animais considerados abandonados por seus tutores e que não são resgatados dentro do prazo estabelecido, o Detran-CE realiza parcerias com instituições filantrópicas previamente cadastradas em Fortaleza e no Interior do estado, proporcionando um ambiente seguro e adequado para esses animais por meio de uma ação social.

"Animais soltos em vias públicas representam um alto risco. O trabalho realizado por nossas equipes visa, principalmente, evitar acidentes e preservar vidas, incluindo motoristas, passageiros, pedestres e, é claro, os próprios animais", ressalta Michel Mourão, superintendente do Detran-CE.

Para denunciar a presença de animais soltos nas imediações das rodovias estaduais do Ceará, basta entrar em contato com o número (85) 3101-4782 ou acionar a Polícia Militar do Ceará através do número 190, que prontamente informará o Detran-CE para que seja feito o devido recolhimento dos animais.

Google Plus

Henrique Macêdo

0 Comentários :

Postar um comentário